Por que eu não sou atendido por Deus? #compartilhando

Por Prof. Felipe Aquino

Um pai daria um revólver carregado ou uma navalha para o filho brincar? Não, é claro que não, mesmo que o filho esperneie e chore.
Algumas vezes pedimos a Deus coisas que não são boas e que podem ser um perigo para a nossa alma. Então, o que faz o bom Pai? Não nos atende, mesmo que fiquemos magoados com Ele. Jesus disse aos Apóstolos um dia: “Não sabeis o que pedis!”.
Muitas vezes Deus diz “NÃO” aos nossos pedidos, por pura misericórdia, como o pai que se nega a dar uma navalha nas mãos do filhinho. No Céu entenderemos e agradeceremos…
Muita gente pensa que só temos a bênção de Deus na prosperidade, quando tudo vai bem e gozamos a vida. Não é verdade; somos lembrados por Deus durante as provações.
Os Apóstolos passaram aquela noite toda sem pescar. Eis que chega Jesus e lhes ordena: “Lançai a rede a vossa direita”. E ela se encheu de peixes. Só depois da noite inteira de pescaria inútil é que Jesus aparece…
Às vezes lutamos anos contra um problema, e eis que, de repente, quando menos esperamos, ficamos livres do mal. É a graça benfazeja de Deus. O povo diz sabiamente que “Deus tarda, mas não falha”.
Na verdade Ele tem a hora certa de agir; e isto só Ele sabe. Quanto a nós devemos nos manter em oração perseverante, humilde e confiante.
Nunca deixar de rezar, nunca impor nada a Deus e nunca desanimar de pedir e nem perder a fé. Deus tem a sua hora; e nós temos que saber esperá-la com fé.
Quem conhece os desígnios de Deus? Quem sabe o que de fato é bom para nós mesmos? Continue lendo “Por que eu não sou atendido por Deus? #compartilhando”

Como ter liberdade para a afetividade #compartilhando

Não depender dos afetos e das simpatias dos outros para ser feliz, mas ser livre para amar

A afetividade é um dom de Deus que precisa ser retamente ordenada pela castidade para o verdadeiro bem, para que possamos amar a Deus e aos outros com amor puro e desinteressado. Além de ordenar nossa sexualidade, a castidade também nos encaminha para a maturidade afetiva, ou seja, a capacidade nata de manifestar o amor, que está envolvido em todos os nossos relacionamentos.

A vivência da castidade nos leva a uma liberdade em relação às pessoas. Isso não significa uma autossuficiência, mas uma liberdade de não depender dos afetos e das simpatias dos outros para ser feliz, mas ser livre para amar. Significa não colocar as pessoas como fonte da nossa realização e felicidade, descobrindo que essa fonte é unicamente o Senhor. É essa descoberta que nos coloca em liberdade para nos dar inteiramente na vivência do amor, para viver o dom de si.

Continue lendo “Como ter liberdade para a afetividade #compartilhando”

tem calma #quintamusical

Sabe aquela música que sempre está na sua cabeça? Não passa uma semana sem que você lembre dela?

Bom, comigo isso é bem frequente. Dependendo do meu ‘humor’ então, mais frequente ainda, rs.

Uma música que tenho sempre lembrado, ouvido, meditado, é a ‘Tem Calma’ do Padre Fábio de Melo.

A música toda é muito inspiradora, e para mim tranquilizante. Vamos ver se você concorda!

 

Tem Calma Veja o vídeo 🙂
Tem calma contigo mesmo e olha onde vais. 
Espera um minuto, pensa no que farás. 
No meio da tormenta é duro navegar,
E uma escolha incerta pode caro custar.
Nem todo mal momento te faz fracassar,
E em caminhos de pedras haverás de passar.
Pois nem tudo na vida é como a gente quer,
Mesmo em sombras na terra o sol brilha no céu.
Segue adiante, sem olhar atrás,
Vive cada dia e nada mais,
E o que vier tu vencerás.
Só Tu tens a chave, abres ou fecharás.
Tem calma na vida o jogo é de verdade.
Pra ganhar a partida vai com força e coragem.
São as regras do jogo é bom sempre lembrar.
Diante dos desafios é preciso tentar.
Tu és precioso, acredite ou não.
Mas o amor tem sua casa nos terrenos da dor,
E assim o como ouro, pelo fogo vais passar,
E o que tens de melhor o fogo vai revelar.
Ainda que chores, tu vencerás,
Só aquele que perde sabe também ganhar.
Segue adiante, sem olhar atrás,
Vive cada dia e nada mais,
E o que vier tu vencerás.
Só tu tens a chave, abres ou fecharás.
Tem calma…

Que esta música nos ajude a ter calma na vida, a lembrar que o caminho se faz caminhando, dia após dia.

Tem calma, Vanessa. Ande devagar, mas ande. Não desista, continue. Continue a andar, continue a amar, continue a ter calma.

<3 🙂

Felicidade

Muitas vezes temos a inclinação de esperar que algo surja para nos fazer felizes. Condicionamos nossa felicidade a pessoas ou situações.

Ter sonhos é bom, claro. O anseio pelas coisas boas da vida nos leva além, nos move em direção a realização, nos motiva e encoraja-nos a continuar.

A grande questão está na importância que damos a essas coisas secundárias, pois o mais importante é aquilo que não passa, o sentimento que está enraizado dentro de nós.

A busca da felicidade é constante. Mas será que, assim, dessa maneira, um dia terá fim? Ou ser feliz é uma questão de ‘de quem’ depende nossa felicidade?

 

“Por mais que a persiga em outros lugares, uma pessoa só poderá encontrar sua felicidade em Deus e dentro de seu próprio coração”. Marcio Mendes em seu livro “Como se dar bem com quem você quer bem”

 

Por experiência própria, digo que quando colocamos nossa esperança em Deus, passamos a vê-la e senti-la de uma forma diferente, pois situações adversas sempre vão existir, mas quem está na rocha dificilmente será abalado. Segue firme, enfrenta-as de cabeça erguida, pois seu centro e fonte de força não mudam. Deus não muda.

Podem até titubear, muitas vezes duvidar. Mas dEle vem a certeza da vitória. Felicidade é saber que não estamos, e nunca estaremos, desamparados. Não que pensar e agir assim seja fácil, mas se torna à medida que decidimos saber e conhecer, diariamente, quem nos sustenta.

Para terminar, um poema de Santa Teresa D’Ávila, cujo dia foi comemorado nesta semana, que nos exorta e ensina a confiarmos somente em Deus.

“Nada te perturbe, Nada te espante,
Tudo passa, só Deus não muda,
A paciência tudo alcança;
Quem a Deus tem, Nada lhe falta:
Só Deus basta.

Eleva o pensamento, ao céu sobe,
Por nada te angusties, nada te perturbe.
A Jesus Cristo segue, com grande entrega,
E, venha o que vier, nada te espante.
Vês a glória do mundo? É glória vã;
Nada tem de estável, tudo passa.

Deseje às coisas celestes, que sempre duram;
Fiel e rico em promessas, Deus não muda.
Ama-o como merece, bondade imensa;
Quem a Deus tem, mesmo que passe por momentos difíceis;
Sendo Deus o seu tesouro, nada lhe falta.
SÓ DEUS BASTA!”

13582_10152128063171377_1880942939154724435_n
imagem: @lovethispic

Falar sobre confiança em Deus é muito inspirador, não é mesmo? Tem algum versículo ou música que também te inspiram? Se sim, deixa aqui nos comentários. Vou adorar saber 🙂

E nunca para de passar…

Nossa relação com o tempo é engraçada.
Queremos que a tristeza passe depressa, e que a alegria dure para sempre.
Queremos que dias ensolarados sejam looongos e que os chuvosos nem tanto.
Quando um dia decisivo se aproxima, por vezes queríamos que ele demorasse ainda mais um mês para chegar.
Mas se é um dia de realização de sonho, ah, esse podia chegar amanhã mesmo 🙂.
Na verdade, além da nossa constante insatisfação, tenho a impressão que, não é o tempo que passa depressa.
É que nesse vai e vem da vida, passamos mais tempo com o que temos que fazer, e talvez nem tanto com o que queríamos fazer.
Essa comum resposta de ‘falta de tempo’ me parece um tanto com ‘não quero tanto assim’.
Nunca vamos controlar o tempo. Ainda bem que é Ele quem o faz. Mas temos em nossas mãos a decisão sobre o que fazer com ele. Somos os protagonistas de nossa vida e não podemos viver a mercê das circunstâncias.
Como naquela máxima: “que não se tenha pressa, mas que não se perca tempo”.
Não sei ao certo o porque esse assunto tem me rodeado tanto. Talvez por que tenha começado a entender o motivo da espera. Ou talvez tenha começado a colher os frutos dela em alguns campos da minha vida.
Ou ainda, porque gostaria de controlá-lo, mas estou aprendendo que a semente plantada em Deus, a seu tempo, florirá. Que assim seja. <3

Muita calma nessa alma

Ela é ansiosa demais. Quer controlar tudo e fazer tudo para ontem. Daí, Ele vem e mostra a verdade.

Como em um texto lido essa semana “somos o pincel e Deus é o artista”. Não adianta querer ser o que não cabe.

Nos momentos de crise, onde só se quer chorar (e comer chocolate :x) ela se lembra de quem ela tem. E se acalma. E confia. E continua.

Ah, e ouve essa música também.

“(…) Lembra que foi Ele quem criou o mundo
Lembra que Ele tem o controle de tudo
Lembra que foi Ele que soprou este ar
Que passa ai dentro e te faz respirar
Entre milhões de orações, pode sim te escutar
Enquanto você dorme, continua a trabalhar
Não é segundo suas expectativas
Deus fará além, além, além, além do que você imagina (…)”  <3

https://www.youtube.com/watch?v=KGqQt9TeIQc

Rocha

Vou mostrar-vos com quem se parece todo aquele que vem a mim, ouve as minhas palavras e as põe em prática. É semelhante a um homem que construiu uma casa: cavou fundo e colocou o alicerce sobre a rocha. Veio a enchente, a torrente deu contra a casa, mas não conseguiu derrubá-la, porque estava bem construída.” Lc 6,47-48

Construir a casa sobre a rocha é muito mais difícil, não é mesmo?

Imagine só, ter que subir e descer inúmeras vezes carregando o material necessário. Cansativo né?

O tempo que isso gera também é maior, até porque é necessário firmar o alicerce para se certificar de que está segura. Diferente de uma casa no chão e sem alicerce, que fica pronta rapidamente. Sem tanto esforço, lá estará ela.

Mas o que é lemos na Palavra é que a construção sobre a rocha tem a rigidez para aguentar as adversidades. É a busca pelo que não passa, não nos será tirado. É a certeza do eterno de Deus!

Dá trabalho, é cansativo, o tempo de espera é maior, sem dúvida. Mas é a construção que traz segurança, é a espera e trabalho pelo que vale à pena.

A bondade de Deus é tão grande que Ele nos permite escolher onde construímos nossa casa e nossa vida, além de falar em parábolas para o entendermos melhor.

<3